Está aqui

Top 5 dicas para escrever eficazmente online

Escrever para a Internet é completamente diferente do que escrever para um jornal, revista ou até um livro. Devido à rapidez que a pesquisa e consulta online permite, também os conteúdos online têm de ser igualmente velozes, em termos de acessibilidade e compreensão. Inspire-se nestas 5 dicas e aperfeiçoe a sua escrita online.

1. Linguagem simples, clara e direta

Quem procura informação online, procura uma leitura prática, rápida e concisa, o que significa que os conteúdos escritos para a Internet têm de ter na sua base uma linguagem simples, clara e direta. Se quer prender o leitor aos seus posts online, terá de ir direto ao assunto, desde o princípio ao fim do seu artigo – evite rodeios e devaneios, frases muito complexas e compridas, o uso excessivo de adjetivos e advérbios. Mas não desanime! Embora a linguagem simples, clara e direta seja um pré-requisito essencial para o sucesso da escrita online, esta não tem de ser desinteressante ou maçadora. No entanto, para marcar a diferença entre os restantes conteúdos que abundam na Internet, tem de encontrar o seu estilo de escrita correspondente, ou seja, a sua própria voz.

2. Formato curto

Ler online, ou seja, através de um ecrã de computador, PDA ou telemóvel, é totalmente diferente do que ler em formato papel – mais cansativo, com muitas distrações e uma enorme facilidade para se seguir em frente ou retroceder, estes são fatores que quem escreve para a Internet deve ter em conta. Escrever online requer um formato curto – qualquer artigo ou post não deve ter mais de 1000 palavras, sendo o ideal entre 500 e 700 palavras. Na construção dos próprios parágrafos, utilize sempre frases curtas e concisas. Em termos de escrita online, menos é definitivamente mais, por isso, aperfeiçoe a sua capacidade de resumo e de edição.

3. Títulos e subtítulos

Para além do formato curto, a organização do próprio texto também pode ser a chave do sucesso de um artigo online, ou seja, a diferença entre ser lido ou ser esquecido. Para além de conter toda a informação que o leitor procura, numa linguagem simples, clara e direta, um artigo escrito para a Internet tem de ser visualmente apelativo, o que requer uma distribuição correta da informação. A melhor forma de conseguir isso é através da utilização de títulos e de subtítulos – para além de permitirem uma organização otimizada do texto, dividem as ideias chave, o que significa que mesmo que o utilizador leia o artigo na diagonal (o que acontece na maioria das vezes online!), poderá facilmente perceber se esse artigo contém aquilo que procura. Para conseguir prender a atenção do leitor, é também crucial que os títulos e subtítulos sejam curtos, apelativos, de linguagem forte e sempre compostos por palavras-chave.

4. Uma ideia por parágrafo

A utilização correta de títulos e subtítulos vem certamente facilitar este ponto, que se prende com a redação de apenas uma ideia por parágrafo, sendo que a indicação dessa mesma ideia ou tópico deve ser dada logo a partir do seu título ou subtítulo e desenvolvida a partir daí. Juntamente com a força e a sedução de títulos e subtítulos bem construídos, parágrafos curtos e diretos, que explicam uma ideia de cada vez, vai manter o utilizador interessado e com vontade de ler o artigo até ao fim.

5. Listas, listas, listas

Por vezes, é difícil editar a quantidade de ideias e informações úteis que temos para redigir um artigo ou post e este acaba por tornar-se mais extenso do que o desejável para a leitura online. Nestes casos, em vez de dispor a informação em texto corrido, criando uma página interminável de parágrafos (que dificilmente apelará aos utilizadores!), tente organizar a informação por listas ou bullets. Para além de permitir a publicação de todas as ideias que considera pertinentes para o artigo em questão, esta dica é preciosa no que toca à organização e formatação do próprio artigo, que se torna instantaneamente mais apelativo. Em resumo: a informação completa, numa linguagem simples e num contexto organizado que apela ao olhar, sem perder o interesse de quem lê – pelo contrário, o leitor até agradece.

Votação: 

Votação

Em que altura do dia costuma escrever mais?
De manhã
15%
À tarde
17%
À noite
68%
Votos totais: 652

Iniciar sessão

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.