Está aqui

7 bons truques para escrever bons artigos

Está provado que a criatividade, ainda que possa ser inata a muitos de nós, é uma ferramenta que se trabalha e constrói, através de alguns mecanismos básicos (e outros mais complexos) que não fazem mais do que aumentar o nosso exponencial inovador. Na escrita, isto não é exceção. Trate-se de um redator profissional ou de um simples amante das palavras redigidas, é normal ouvirmos dizer que o mais difícil é iniciar um texto, precisamente por falta dessa tal inspiração criativa que parece levar depois a um desenrolar quase intuitivo de palavras que fazem nascer um bom artigo. No entanto, e caso seja este o seu caso, há boas notícias: existem uma série de detalhes que podem aumentar a sua criatividade editorial! Fique a conhecer algumas delas e prepare-se para escrever os seus melhores textos e artigos de sempre.

Antes de mais, crie o ambiente

Diz-se que o ambiente deve estar em sintonia com o tema que temos em mãos. Por isso, se tem de escrever sobre uma temática mais dinâmica e alegre, abra as cortinas de casa e deixe o sol entrar, ao mesmo tempo que coloca como música de fundo uma melodia mais ritmada. Dizem ainda os especialistas que, nestes casos, se deve visualizar algum objeto com cores fortes (como o laranja e o vermelho), de forma a aumentar o potencial criativo. Em oposição, se tem de escrever um texto sobre um tema mais complexo e sério, o ideal é que deixe a casa a meia-luz, que ouça uma música mais calma (e idealmente apenas instrumental) e que se rodeie de artigos com tons mais neutros (o azul e os cremes costumam ajudar).

Lembra-se das folhas de rascunho? Recupere-as!

Quando éramos crianças, os professores permitiam folhas de rascunho em quase todos os testes. E quase todos nós reconhecemos que esta técnica nos ajudava a organizar ideias e a evitar erros desnecessários. Por isso, antes de começar a escrever o seu texto, pegue numa folha de papel e num lápis, e comece a escrever tópicos e todas as palavras que lhe vierem à cabeça. No fundo, são apenas ideias soltas que depois poderá interligar na estruturação do artigo. Para já, o objetivo é deixar fluir a criatividade e ginasticar o cérebro para a tarefa de estruturar o encadeamento editorial. Há quem defenda que fazer esquemas, ilustrações e bonecos ajuda bastante neste processo, pelo que, nesta fase, deixe o seu lado mais infantil e criativo vir ao de cima.

Vai escrever sobre amor? Então investigue sobre café!

Uma das técnicas mais utilizadas na escrita criativa é a dos “universos paralelos”. Neste caso, o que se pretende é que se consigam associar ideias que, à partida, nos pareceriam opostas (amor e café não são propriamente do mesmo mundo, não é verdade?). Todos sabemos que as melhores produções cinematográficas são aquelas cujo enredo nos surpreende com algum desfecho de que não estávamos à espera. E na escrita o truque é o mesmo: conseguir motivar os leitores através da agilidade narrativa ou descritiva, intercalando conceitos e temas. Por isso, sempre que possível (porque nem sempre o é…), procure dar azo à imaginação, criando sintonia lógica entre o “seu” tema e algum outro, atraindo assim dois opostos para conseguir um artigo realmente inesperado.

Comece pelo fim

É daquelas pessoas que, como já vimos, tem dificuldades em iniciar um texto? Então, comece precisamente pelo fim, e vai perceber que, ao escrever a conclusão, as ideias iniciais lhe vão surgir muito mais facilmente. Se quiser treinar antes de aplicar seriamente a técnica, teste o velho exercício de relatar um parto, começando o texto precisamente pela frase: “e foi então assim que ela nasceu”.

Aumente a energia e a adrenalina

Sim, a adrenalina é quase sempre uma grande aliada quando temos em mãos um desafio arrojado. Por isso, quando tem de escrever um texto que parece mais difícil de arrancar, beba um café ou uma bebida energética e faça alguma coisa que aumente os níveis de adrenalina (apanhe ar fresco, ponha a sua música preferida a tocar e dance,…). Há escritores que confessam que, quando a escrita parece não fluir, fazem uma pausa estratégica para jogar um qualquer jogo eletrónico. Um estímulo positivo para a escrita pode realmente vir de onde menos se espera!

Inspire-se em tudo

Precisa de ideias e temas novos para criar artigos realmente surpreendentes? Então, inspire-se realmente em tudo. São raros os escritores que têm a oportunidade de criar textos de forma livre, estando normalmente condicionados a temáticas que lhes são previamente fornecidas. Por isso, se tem esta rara oportunidade de criar os seus próprios temas, é só uma questão de estar atento. A tudo. Desde às notícias do que se passa no mundo, àquilo que acontece no seio do seu lar ou até mesmo às dúvidas que lhe inquietam o pensamento. Tudo isto pode dar (dá, garantidamente!) excelentes artigos. É também por este motivo que deve ter sempre consigo um caderno de escrita… para anotar e pesquisar quando mais precisar!

E, finalmente, pense como o leitor!

Não interessa se está a escrever um artigo para uma revista conceituada ou um texto para o seu blogue pessoal. Aqui, o importante é desvincular-se da sua perspetiva enquanto redator, para se concentrar naquilo que o leitor efetivamente quer ler (e entender) do seu texto. Muitas vezes, estamos tão focados naquilo que estamos a escrever que ganhamos uma espécie de “miopia redatorial” – o texto faz-nos todo o sentido, por estarmos por dentro da temática, mas é um verdadeiro labirinto de ideias e conjugações gramaticais para quem se encontra de fora. Por isso, pense sempre como o seu leitor e questione-se: “o que é que as pessoas vão entender?”. Deixe o texto descansar algumas horas e depois pegue nele outra vez, lendo em voz alta. E, se tiver oportunidade, peça a outra pessoa que leia e reveja o artigo. Se a opinião for boa (e imparcial), com certeza estará no bom caminho!

Votação: 

Comentários

Replied
Retrato de Herculano Alves

Dicas preciosas! Adorei!

—-

Herculano Alves

Votação

Em que altura do dia costuma escrever mais?

Iniciar sessão

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.