Está aqui

Aborto Anencéfalo

3 entradas / 0 new
Última mensagem
Beatriz Mendes
Retrato de Beatriz Mendes
Offline
Last seen: 2 anos 10 meses atrás
Membro desde: 04/22/2015 - 16:07
Aborto Anencéfalo

De acordo com o Código Penal Brasileiro de 1940 o aborto é considerado um crime contra a vida, com punição prevista de um a três anos de prisão, mas o legaliza em duas situações, e estas são: 1° em caso de estupro, 2° em caso de risco de morte materna. Recentemente em abril de 2012 o Supremo Tribunal Federal (STF) pôs em vigor outra forma legal, o aborto de anencéfalos (sem cérebro).
Esse tema vem sendo discutido desde 2004, porém é um assunto que ainda provoca muita polêmica, o motivo é que para alguns é visto como um atentado contra a vida já pelo outro lado é considerado um bem, tanto para à criança deficiente quanto para à família pois é uma forma de evitar o sofrimento.
Religiosos alegam que a vida deve ser protegida desde o momento em que houver a fecundação e usam como forma de protesto passagem bíblicas: Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta. - Jeremias 1:5, já para os especialistas o ser humano só é formado a partir da segunda semana de gestação, quando o feto começa a desenvolver-se no útero materno e seu sistema nervoso começa a ser desenvolvido.
Em defesa a legalização, existe o fato de ser uma criança com limitações, pois a mesma foi gerada com má formação e parte do encéfalo não foi formado, especialistas afirmam que nessas condições, o tempo de vida extra uterina, vária de horas ou dias, por esse motivo é debatido, já que existem casos em que a criança vive por anos, e é justamente esse fato que vem para relutar contra a legalização.
Feministas defendem frases do tipo: "O corpo é meu", nada contra a política que as mesmas seguem, mas acabam esquecendo que o assunto questionado trata-se da vida de crianças que merecem cuidado, certo que podem não ficar muito tempo ao lado da família.
Sendo assim, o aborto não é viável, pois são casos e acasos, e quem garante que a ciência não vai evoluir? Ou até mesmo que a criança sobreviva horas ou anos em sua fase extra uterina? Cabe a família decidir se vale a pena poupar a criança de lutar por sua vida ou não lhe dá ao menos oportunidade para mostrar que tem a capacidade de provar que pode ser o diferencial na medicina.

Lariss Ferr
Retrato de Lariss Ferr
Offline
Last seen: 2 anos 10 meses atrás
Membro desde: 04/22/2015 - 18:20
Parabéns,belo texto! E sobre

Parabéns,belo texto! E sobre o aborto de anencéfalos é um atentado sim contra a vida.Pois várias crianças que nasceram de má formação, os pais não desistiram e hoje e estão aí. Alguns sobrevivem e outros não. Mas também não julgo as famílias que preferem abortar para evitar um sofrimento maior tanto para os mesmos quanto para a criança no futuro. Enfim, gostei de seu artigo.Continue assim! :)

Beatriz Mendes
Retrato de Beatriz Mendes
Offline
Last seen: 2 anos 10 meses atrás
Membro desde: 04/22/2015 - 16:07
Agradeço seu ponto de vista.

Não ficou tão bom quanto desejei, mas aperfeiçoarei com o tempo. Enfim, obrigada minha querida e gostei da sua opinião, creio que não temos o direito de decidir o futuro das pessoas, devemos dar oportunidade, pois é uma vida.

Beatriz Mendes

Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

Votação

Em que altura do dia costuma escrever mais?

Iniciar sessão

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.