Está aqui

Poesia

1 entrada / 0 new
zenir Izaguirre
Retrato de zenir Izaguirre
Offline
Last seen: 11 meses 3 s atrás
Membro desde: 11/27/2016 - 21:40
Poesia

MÊS DE AGOSTO

Mês de agosto o fim de uma estação.
Logo virá a Primavera.
Quero seus raios dourados
na minha pele suada.
Envolvendo-me
em sonhos aquecidos
de loucuras na mais pura sedução.

Seguindo todos os instintos,
desfrutando livremente os desejos.
Encontrar a felicidade, ser amada…
Quero ir além do prazer.
Quero ir ao amor
sentir teu cheiro gostoso
e pulsante fluindo... fluindo....

Do beijar com emoções quentes.
Sentimentos a flor da pele,
transformando-se na nossa essência
com o bailar dos corpos em sintonia.
Do tocar, do sentir pele na pele
Aquecendo sua pele sobre o meu desejo.
Tocando até me arrepiar inteira.

Toque-me sem pensar em nada.
entorpece-me.
Eleva-me meu ser,
até obter uma loucura completa.
Ama-me de todos os jeitos
Construa tua ereção em minha boca.
Quero fazer teu prazer de qualquer jeito,
Deixar-te ir à letargia pura.
Tocar sua língua num beijo.
Passando minha
língua entre teus lábios,
deixando todos os gostos e sabores

Pois a língua fala,
a língua sente;
mas a língua também toca
e tocando faz-se canto,
e o encanto se faz então
movimentos que meu
corpo arde de prazer.

Quero te ver extasiado
no final desta jornada,
dizendo que eu sou sua
terminando então a minha busca.
A emoção já não sofre com a agonia
dessa paixão treslouca.
Porque fui feliz por ter te amado.

Zenir Izaguirre

AnexoTamanho
PDF icon biografia_zenir_izaguirre.pdf679.27 KB

Votação

Em que altura do dia costuma escrever mais?

Iniciar sessão

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.